terça-feira, 29 de setembro de 2009

"Foi muito boa a marcha da PEC 300, mas podemos melhorá-la mais ainda..."


Gostaria de agradecer a todos que compareceram a nossa marcha pela aprovação da PEC 300 realizada no último domingo, estivemos em um número bem maior do que a primeira, isso mostra que estamos começando a nos unir. Gostaria de agradecer aos quase 5.000 homens, mulheres e crianças que estiveram presentes nesse evento e que o próximo, com certeza, reuniremos um número bem maior, afinal temos um contingente, só de Policiais e Bombeiros ativos, de mais de 60.000. Enfim, estamos no caminho certo, é lutando que se chega a vitória, quem leu o texto do Copo de leite viu que 1 faz a diferença sim, principalmente quando todos acham que são esse 1. Um obrigado também aos políticos que estiveram presentes, principalmente aqueles que vem se empenhando ao máximo para que saiamos vitoriosos.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 -JÁ QUERO OUTRA MARCHA"


"Votação na ALERJ para o reajuste de 5% pode ser adiado..."


A Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia enviou hoje para a Presidência da Alerj um ofício solicitando que seja adiada para semana que vem a votação do projeto do Governo que concede reajuste de 5% para os profissionais da área de segurança. A Comissão quer tempo para negociar a melhoria da proposta. A votação está prevista para amanhã.

Tomara que esses Deputados(diga-se de passagem -poucos ) que lutam por nossa Classe consigam mudar alguma coisa, mas que acho muito difícil, eu acho. Assim como nós não aceitamos um reajuste que não melhorará em nada a vida de um Policial ou Bombeiro, eles também não deveriam aceitar. Enfim, sejamos utópicos, sejamos felizes.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300, JÁ QUERO OUTRA MARCHA"

domingo, 27 de setembro de 2009

"Nem sair do Cargo, nem desanimar, veja as palavras de nosso Cmt Geral..."

Veja o que disse nosso Cmt Geral ao Blog "Praças da PMERJ" falando sobre o aumento e o boato de que deixaria o cargo...

"Prezados Monica e prezados articulistas do Praças da PMERJ. Dirijo-me, mais uma vez, às senhoras e senhores que freqüentam este espaço de informação, análise e crítica da Polícia Militar, para tecer algumas considerações que julgo necessárias, agora que o reajuste salarial de nossa categoria foi anunciado.
Como todos sabem, há quase dois meses eu vinha negociando com o governo do Estado a reposição para nossa instituição.
Confesso-vos que preferia não ter enfrentado em tão curto tempo de Comando um desafio como este.
Um negociador de interesses de categoria profissional é alguém que deve saber, de antemão, encontrar-se numa arena de expectadores pouco magnânimos em caso de sua sucumbência.
Uma categoria profissional espera de seu negociador habilidade, coragem e determinação, na luta pelo atendimento de duas necessidades, mas espera, sem delongas, uma vitória na peleja que se dá.
No nosso caso, uma vitória significa vencer com a permissão do adversário.
É estranho mas é assim mesmo.
Mas, queria adverti-los antes de avançar neste texto, de que não pretendo me fazer de vítima.
Uma negociação de salários nos deixa estraçalhados psiquicamente; estafados após tantas feituras de contas, planilhas, apresentações em Power point, projeções orçamentárias, ajustes de efetivos e estudos jurídicos de modelos possíveis para concessões, mas somos negociadores porque escolhemos ser.
Isso tudo é feito em duas dúzias de reuniões; desde as internas na PM, as externas com os técnicos orçamentários do estado e a instância política.
Seja como for não vou bancar o coitado: tenho que ter a hombridade de reconhecer que chegou minha hora de tomar pedradas: de Cadete a Tenente Coronel, Comandante de Unidade, fui pedra; agora, Comandante Geral, sou vidraça. Posso jogar a toalha quando quiser e não pretendo jogá-la. Vou perseguir a vitória.
Meu papel de vidraça me impõe a exposição e aqui estou, me expondo aos meus.
Os meus tem o direito de saber qual foi a minha lógica nessa luta.
Busquei considerar a Corporação na sua estrutura hierárquica, partindo da premissa que a base e o topo se equivalem em forma absoluta no mérito e se relativizam em necessidades.
Desta forma, considerei que, para ser justo, um percentual de aumento pequeno no topo seria maior do que aplicado na base, e o coronel ganharia mais do que o soldado se o aumento fosse, por exemplo, de 8%.Se um coronel ganha seis mil reais líquidos, com oito por cento ele ganharia quatrocentos e oitenta reais de aumento, mas um soldado que ganhasse mil reais líquidos ganharia apenas oitenta reais.
A saída foi usar um valor absoluto (de trezentos e cinqüenta reais) complementar ao aumento percentual, aplicado a todos os postos e graduações, pois isso faria, em termos relativos, o soldado ganhar muito mais que o coronel, ainda que o aumento fosse de cinco por cento.
Foi uma luta renhida. Aqui mesmo no blog foi escrito que eu havia naufragado e a gratificação não sairia.
Não vou receber aplausos por isso e nem acho que mereça, a gratificação não alcança a todos (pensionistas, inativos e afastados). O silêncio de alguns já me basta.
No mundo real temos que ser fortes para escolher e também devemos aprender a contar com a solidão de nossas decisões, se quisermos fazer alguma coisa, antes que se nos sobrevenha o desânimo e a capitulação.
Eu espero chegar à próxima negociação com alguma saúde física e mental, por isso vou tentar sair do QG mais cedo, assim que terminar de julgar todos os CD e CRD até meados de outubro.
Encontramos quatrocentos e catorze processos com atraso desde 2002, aguardando definição, e agora só faltam cento e catorze.
E pensar que um ex-corregedor me disse certa vez que a corregedoria era insolúvel.
Reconheço: não foi um empreendimento que me permite morrer feliz, mas o sonho não acabou. As pedradas que estou recebendo têm endereço certo. Não sou vítima, sou Comandante.
.
Força e honra!

Independente do que pensam alguns amigos, esse Cmt, para mim, está sendo um dos melhores, se não o melhor que já tivemos em nossa briosa. Sei que nossa corporação clama por melhorias urgentes, mas também não podemos descontar tudo ou querer que tudo se resolva em tão pouco tempo. Por exemplo, acabar com o rancho, é sim autonomia de nosso Cmt Geral e acredito que ele queira fazer isso, mas quantos e quantos interesses alheios e contrários a isso não circundam essa decisão. Mudar a escala, também, mas com a responsabilidade que tem por seu cargo, isso não pode ser feito do dia para noite, prefiro que demore , sei lá, uns 6 meses , 7, 8... até porque qualquer falha em seu Cmdo pode lhe custar o cargo, e isso sim seria muito grave, tendo em vista a preocupação e a dedicação que ele vem demostrando em melhorar a vida de nós policiais. Continuo acreditando muito nele, eu não quero aqui enaltecer ou defender o Cmt e nem quero que vocês concordem com isso, o que quero aqui é apenas demonstrar minha opinião, só isso.

Como ele mesmo disse, ele não é vitima, é comandante, por isso uma parcela de culpa, caso nossa corporação não melhore, é dele; Mas devemos também lembrar que a outra parcela de culpa é nossa, afinal, fomos nós que deixamos chegar nesse patamar de descaso, se tivéssemos lutado lá traz, hoje, com certeza, não teríamos tantas demandas. Por isso agora, temos que lutar lado a lado- Cmt e tropa- para que consigamos alguma coisa. Fico feliz e até já imaginava que o boato de abandonar o cargo não procedia, já que derrota não combina muito com a pessoa do Cel Mário Sérgio. Continuo desejando toda sorte do mundo e me colocando a disposição para ajudá-lo nessa labuta e tenho certeza que sairemos vitoriosos. Outra coisa, não estou puxando o saco de ninguém , afinal quem faz isso quer se visto, e não é meu caso. Um grande abraço a todos e que todos sejamos felizes com esse aumento de R$ 1,50 por dia que tivemos. Obrigado GOVERNO por isso, o meu voto, ano que vem, terás. O problema é que moro em MARTE e com R$ 1,50 não consigo pagar a passagem para TERRA.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

sábado, 26 de setembro de 2009

"É amanhã, Movimento PEC 300 já, Marcha em Copacabana...!



2º CAMINHADA PELA APROVAÇÃO DA PEC 300 NO RIO

2º Passeata PEC 300 RJ.

MOVIMENTO de
APOIO à PEC 300
CAMINHADA pela DIGNIDADE PROFISSIONAL e pela
SEGURANÇA DOS CIDADÃOS DE BEM NO
RIO DE JANEIRO

LOCAL DA CONCENTRAÇÃO : POSTO 6 DE COPACABANA - PRÓXIMO AO FORTE COPACABANA

DATA : DOMINGO - 27 de SETEMBRO de 2009

HORÁRIO : 10 h


CONVIDADOS : TODOS os CIDADÃOS de BEM; PARLAMENTARES; DIRIGENTES e MEMBROS das ASSOCIAÇÕES de CLASSES; PENSIONISTAS; BOMBEIROS MILITARES; POLICIAIS MILITARES; e SEUS RESPECTIVOS FAMILIARES.

AVISOS IMPORTANTES

1- Compareçam em trajes civis e desarmados.
2 - APOIAR NÃO É TRANSGRESSÃO DISCIPLINAR.
3 - TRAGA SEUS FAMILIARES PARA FORTALECER ESTE MOVIMENTO.
4 - ESTE MOVIMENTO NÃO É DE OFICIAIS OU PRAÇAS, ESTE MOVIMENTO É DE TODOS OS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA E DEFESA CIVIL DO RIO DE JANEIRO E DO BRASIL.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ" É AMANHÃ EM!!!!

"Saiba na íntegra sobre a gratificação de R$ 350,00..."

Gratificação!! Tudo bem, mas o que quero mesmo é um aumento digno...!!!


DECRETO QUE CRIA A GTPP (GRATIFICAÇÃO TEMPORÁRIA POR PARTICIPAÇÃO NO POEPP)

DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM OPERAÇÕES POLICIAIS MILITARES DE OCUPAÇÃO ESTRATÉGICA TEMPORÁRIA E POLÍCIA DE PROXIMIDADE (POEPP) NO ÂMBITO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

CONSIDERANDO:

- que a atual política de segurança pública desenvolvida no Estado do Rio de Janeiro tem por objetivo precípuo restaurar e/ou preservar a tranqüilidade pública e a paz social do povo fluminense, promovendo segurança objetiva pela redução dos delitos ou pelo resgate estatal das áreas e espaços públicos tomados pelo narcotráfico armado e coletivizado;

- que as formas dinâmicas, territorializadas e assentadas em subcultura de violência das quadrilhas criminosas, que se espraiam principalmente nas áreas de população com menor poder aquisitivo, aprisionando-as e explorando-as, fomentam uma realidade que exige das polícias e de seus integrantes uma preparação intelectual e operacional que lhes habilite a atuar como força de dissuasão, preparatória da implantação de UPPs – Unidades de Polícia Pacificadora;

- que as demandas da sociedade por pacificação dessas áreas de intensa conflagração requerem, todavia, a prestação de serviços policiais com qualidade, baseados numa política de compromisso com os direitos humanos e de cidadania, por meio de pessoal qualificado por cursos regulares de técnicas e táticas policiais que reclamam constantes atualizações;

- que o treinamento diferenciado e continuado com vistas ao aperfeiçoamento profissional do Policial Militar para tais missões exigir-lhes-á voluntariedade e disponibilidade para frequência em instruções que se darão em horários de folga dos serviços normais e, por isso, solicitam o incremento de insumos de motivação; e

- o que consta do processo administrativo nº E-01/90115/2009,

DECRETA:

Art. 1º - Fica instituído no âmbito da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), a partir da data de publicação deste Decreto, o PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM OPERAÇÕES POLICIAIS MILITARES DE OCUPAÇÃO ESTRATÉGICA TEMPORÁRIA E POLÍCIA DE PROXIMIDADE (POEPP).

Art.2º - O programa instituído por este Decreto constituir-se-á de ações específicas, determinadas pelo Comando-Geral da PMERJ, com vistas a atender às diretrizes e objetivos traçados no intróito deste Decreto, assim como no cumprimento, pelos Policiais Militares inscritos no POEPP, de ciclos periódicos de qualificação.

Art.3º - Os ciclos periódicos de qualificação serão cumpridos a cada 6 (seis) meses e consistirão de cursos com carga horária de 16 (dezesseis) horas e que observarão o seguinte programa básico:

I - abordagem e revista de pessoas, veículos e edificações;

II - Direitos Humanos;

III - polícia de proximidade;

IV - Método Global de Autodefesa (MGA);

V - condutas-padrão para atuação em ocupações estratégicas temporárias;

VI - armamento não letal;

VII - noções de biossegurança;

VIII – prevenção de atos de violência contra a mulher;

IX - ação policial contra a discriminação; e

X - preservação de local de crime.

Parágrafo único. Será empregado na instrução, preferencialmente, o material elaborado durante a execução do convênio celebrado entre a União, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, do Ministério da Justiça e por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos – SEDH da Presidência da República, o Estado do Rio de Janeiro e o Instituto de Segurança Pública – ISP.

Art.4º - Os conteúdos e programas específicos dos ciclos periódicos de qualificação e seu cronograma de realização serão estabelecidos por ato do Comandante-Geral da PMERJ.

Art.5º - A participação no POEPP será voluntária e, para ter deferida sua inscrição, o Policial Militar deverá atender aos seguintes requisitos:

I – ter sido submetido e aprovado, para o respectivo período, no Teste de Avaliação Médica (TAM) e no Teste de Aptidão Física (TAF), conforme as normas em vigor na corporação;

II – ter concluído com sucesso o curso de formação ou aperfeiçoamento exigível para o exercício das funções atinentes ao seu círculo ou patente;

III – estar lotado e em efetivo exercício em Organização Policial Militar;

IV – ostentar a condição de “apto sem restrição”.

Parágrafo único. Não será considerado preenchido o requisito indicado no inciso III deste artigo quando o Policial Militar for colocado à disposição para exercer cargo ou função em outros órgãos, ainda que declarados de natureza ou interesse policial-militar.

Art.6º - Será suspenso do POEPP o Policial Militar que se enquadrar em qualquer das situações abaixo:

I - for punido, disciplinarmente, com transgressão disciplinar de natureza grave que tenha ocasionado a instauração de Processo Administrativo Disciplinar (PAD);

II - entrar no gozo de Licença:

a) Especial (LE);

b) Para tratamento de Saúde própria (LTS) ou de Pessoa da Família (LTSPF);

c) Para Tratamento de Interesse Particular (LTIP);

III – passar da condição de “apto sem restrição” para a de “Incapacidade Física Parcial” (IFP);

IV – afastar-se do serviço, por mais de 72 (setenta e duas) horas no período de 30 (trinta) dias, ou mais de 144 (cento e quarenta e quatro) horas no período de 180 (cento e oitenta) dias;

V - faltar ou tiver sido dispensado do serviço, mesmo para o atendimento de necessidades pessoais, desde que o afastamento seja superior a 24 (vinte e quatro) horas;

VI – Freqüentar qualquer curso que implique afastamento da corporação, por período superior a 15 (quinze) dias; ou

VII – não concluir com aproveitamento ou não apresentar freqüência integral aos ciclos periódicos de qualificação previstos nos artigos 2º e 3º deste decreto, ressalvadas as hipóteses previstas nos parágrafos 3º a 5º deste artigo.

§1º - A suspensão do Policial Militar do POEPP perdurará até cessarem os motivos que lhe deram ensejo.

§2º - A incursão nas situações previstas nos incisos IV e V determinará a suspensão do Policial Militar do POEPP por 3 (três) meses, só podendo o Policial Militar ser reincluído se não incidir nas mesmas hipóteses durante este período.

§3º - Não acarretará suspensão do Policial Militar do POEPP o afastamento do serviço decorrente de ferimento por projétil de arma de fogo ou outro tipo de instrumento ou ação traumática que tenha lhe provocado lesão grave por ato de serviço.

§4º - Também não será suspenso do POEPP o Policial Militar afastado por lesão grave provocada pelas mesmas circunstâncias descritas no parágrafo anterior que, embora ocorridas fora do serviço, tenham implicado sua atuação legal e legítima como agente de segurança pública, conforme apurado em procedimento administrativo próprio.

§5º - Os afastamentos para gozo de férias, gala, luto, licenças maternidade e paternidade ou ações meritórias que resultem em dispensa do serviço não importarão na suspensão do Policial Militar do POEPP.

§6º - O Policial Militar enquadrado em qualquer das hipóteses previstas nos parágrafos 3º e 4º deste artigo deverá, após seu retorno ao serviço, ser inscrito no primeiro ciclo de qualificação previsto pelo cronograma oficial fixado pelo Comandante-Geral da PMERJ, caso pretenda retomar sua participação ativa no POEPP.

§7º - Se o afastamento previsto no §5º deste artigo implicar a impossibilidade de cumprimento do ciclo de qualificação já anteriormente previsto para o Policial Militar, o mesmo deverá ser inscrito no primeiro ciclo de qualificação subseqüente, consoante o cronograma oficial fixado pelo Comandante-Geral da PMERJ.

§8º - A previsão do parágrafo anterior não se aplica ao afastamento para o gozo de férias, que deverão obrigatoriamente ser adiadas para data posterior ao cumprimento do ciclo de qualificação previsto para o Policial Militar.

Art.7º - A participação do Policial Militar no programa poderá ser renovada a cada seis meses, pelo cumprimento do ciclo periódico de qualificação em que esteja inscrito, segundo cronograma oficial fixado pelo Comandante-Geral da PMERJ.

Parágrafo único. Tendo em vista a voluntariedade essencial à participação no POEPP, o Policial Militar poderá renunciar, até 10 (dez) dias antes da data de início do ciclo periódico de qualificação, à sua inscrição, ficando dele suspenso até nova inscrição voluntária e inclusão em ciclo de qualificação posterior.

Art.8º - Pela conclusão de cada ciclo periódico de qualificação, com avaliação positiva, o Policial Militar fará jus, pelo prazo de 6 (seis) meses de participação efetiva, ao pagamento da Gratificação Temporária por Participação no POEPP (GTPP), no valor de R$ 350,00 (trezentos e cinqüenta reais).

§ 1º - É vedado o percebimento simultâneo de mais de uma GTPP pelo Policial Militar.

§ 2º - A gratificação a que se refere o caput deste artigo será implementada na remuneração no mês subseqüente à conclusão do ciclo periódico de qualificação pelo Policial Militar.

Art.9º - A GTPP só será percebida enquanto o Policial Militar estiver efetivamente participando do POEPP e não se incorporará, para quaisquer efeitos, aos vencimentos do servidor, ficando excluída da base de cálculo do adicional de tempo de serviço, bem como de quaisquer outros percentuais que incidam sobre o soldo dos Policiais Militares.

§1º - A GTPP não sofrerá a incidência de contribuição previdenciária.

§2º - A suspensão do Policial Militar do POEPP implicará na imediata e automática cessação do pagamento da GTPP.

§3º - Suspenso ou encerrado o POEPP, cessará o pagamento da GTPP a todos os Policiais Militares.

Art.10 - A GTPP não poderá ser percebida cumulativamente às gratificações decorrentes do exercício de funções de comando, direção e chefia, ou por participação em programas ou atividades especiais que já sejam contempladas por outras gratificações.

Art.11 - Para o efetivo cumprimento das disposições deste Decreto, o Comandante-Geral da PMERJ instituirá comissão que fiscalizará a fiel observância de tais normas.

Parágrafo único. Sem prejuízo da previsão do caput deste artigo, os Comandantes, Chefes e Diretores das Organizações Policiais Militares são responsáveis pela estrita observância das normas contidas neste Decreto.

Art.12 - O POEPP poderá ser, a qualquer momento, encerrado por ato do Governador do Estado ou suspenso por ato do Comandante-Geral da PMERJ.

Art. 13 - O Comandante-Geral da PMERJ editará os atos próprios à plena regulamentação do presente Decreto no prazo de 30 (trinta) dias contados de sua publicação.

Art. 14 - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, com efeitos financeiros incidentes a partir de 1º de dezembro de 2009.

Rio de Janeiro, 30 de Setembro de 2009.

Vamos nos mostrar insatisfeitos amanhã. PEC 300 já!!!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

"Saiu o Tão esperado aumento... 5%...kkkkk....desde quando isso é aumento..."


Polícias e bombeiros do Rio terão aumento de 5% nos rendimentos

POR ALESSANDRA HORTO, RIO DE JANEIRO

Rio - O reajuste dos rendimentos mensais dos servidores da área de Segurança Pública do Rio ficou 5% . A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira pelo governador do Rio, Sério Cabral (PMDB) durante coletiva de imprensa. O anúncio foi o mais esperado pelas corporações das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros que tiveram a porcentagem de aumento sem distinção de corporação.

Apesar do aumento, o Sindicato dos Policiais Civis decidiu nesta quinta que vão realizar a Operação Padrão no próximo dia 29, dia do Policial Civil. Isso significa que o delegado terá que estar presente em todos os atos de polícia judiciária, independente do tipo de registro, o que certamente vai aumentar o tempo de espera de quem procura as delegacias.


Eis nosso aumento, eu nem me atrevo a chamar isso de aumento... abaixo o comentário de alguem que se identifica como do governo e fala a respeito da tal gratificação de R$ 350,00. Vou verificar essa informação e repassar pois até onde sei, foi só a esmola (5%). Obrigado governo, obrigado por nada.A não ser para abrir margem e alguns amigos se matarem mais ainda em empréstimos.

Abaixo o comentário:

Governo do Estado do Rio de Janeiro disse...

Olá,
O aumento acaba de ser anunciado no Palácio Guanabara. 5% + gratificação de R$ 350,00 para valorizar o policial que está no combate

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300J-A, MARCHA DIA 27/09
(PRAIA DE COPACABANA)"

Aumento? Tem alguem preocupado com isso?

Aqui Jaz um PMERJ esperando um Aumento Digno


AUMENTO PARA POLICIAIS

Anteontem, o governador Sérgio Cabral afirmou que o aumento dos servidores da Segurança Pública será concedido ainda este ano. Quando questionado sobre o índice e o mês, Cabral disse: “Calma que vai sair”.

Há pouco mais de duas semanas, a Coluna do Servidor revelou um impasse entre pasta do Executivo e o Comando Geral da Polícia Militar. Uma secretaria defendeu que o estado só teria condições de pagar 5% de aumento este ano. O índice está longe do desejado pela PM, de 10% para a tropa.

Por enquanto, os servidores da Secretaria Estadual de Educação são os únicos que já tiveram algum tipo de reajuste. A partir de outubro, os funcionários ativos e inativos da pasta receberão R$ 100 de incorporação nos vencimentos básicos. O valor é resultado da incorporação da gratificação Nova Escola, que deixou de existir após a sanção do projeto de lei. Todo o processo vai demorar sete anos para ser concluído.

É meus amigos, vamos acabar igual a nosso amigo lá de cima. Basta esperar para ver.O mês de setembro se foi e nada.......

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ- MARCHA DIA 27/09
(PRAIA DE COPACABANA)"





"Veja o que disse nosso Cmt Geral sobre o complexo do Alemão e a morte de policiais em confronto.."


Mário Sérgio: "Alemão, pode esperar. A sua hora vai chegar"

"Alemão, pode esperar. A sua hora vai chegar". A promessa do comandante-geral da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, durante palestra hoje à tarde na Associação Comercial do Rio, demonstra que o conjunto de favelas - cujo poderio bélico é um dos mais temidos pelos cariocas -, não está esquecido. Pelo contrário: se depender do '01' da PM, o Complexo do Alemão será tema de muitas discussões.

"O Alemão sempre esteve nos planos da segurança pública e da PM. Quem tem crença que é um problema insolúvel, está enganado", prometeu. Questionado se o Complexo do Alemão será o próximo a receber uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), Mário Sérgio se esquivou: "Quem define é o Estado, mas até o fim do ano teremos, sim, novas UPPs".

Ainda durante a cerimônia, que, entre outras homenagens, presenteou o oficial assumidamente vascaíno com uma camisa do Fluminense, Mário Sérgio anunciou que a PM está há 70 dias sem perder um militar em confronto. "É uma quantidade de dias para ser celebrado. Tivemos policiais que morreram durante a folga, o policial entende que está permanentemente de serviço. Mas, em regra, tínhamos militares mortos em combates a cada 15 ou 20 dias. Está na hora de parar de regar o chão da cidade com tanto sangue, principalmente o nosso", afirmou o comandante-geral.

Ao encerrar o discurso, que comemorou junto com os 200 Anos da PM a mesma idade da Associação Comercial, Mário Sérgio falou sobre os criminosos que receberam benefícios e não retornaram aos presídios. "Não consigo conceber que criminosos sabidamente integrantes de facções cruéis, que matam e mutilam, estejam aptos a serem colocados em liberdade. Faço uma crítica ao sistema, que permite a liberação desses presos. Já passou a hora de mudarmos. Não sou a favor da pena de morte, mas entre um bandido e um policial meu, quem vai ficar vivo é o meu policial". Extraído do "Blog da Segurança"

Fico muito feliz com suas palavras, mostra mais ainda a sua preocupação com nós policiais. É bom termos um Cmt assim, pensa, fala e luta por seus ideais. Mas o mais importante agora e que a tropa carece a muito tempo e vem se desgastando por isso, é um salário digno. Sei que nosso Cmt tem lutado por isso, mas que não depende só dele, mesmo assim, continua sendo nosso maior desafio. Toda sorte do Mundo para ele, torço para que esteja do nosso lado na marcha pela PEC 300, no dia 27/09, na praia de Copacabana. Esperamos a presença de todos.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ - MARCHA DIA 27/09
( PRAIA DE COPACABANA)"


terça-feira, 22 de setembro de 2009

"8º Policial Morto em menos de 9 dias, Deus Olhe por nós..."





Sargento reformado da PM é baleado e morto na Avenida Brasil

Policial foi atingido por disparos vindos de um Escort na altura de Acari

POR BARTOLOMEU BRITO, RIO DE JANEIRO

Rio - Um sargento reformado da Polícia Militar foi baleado e morto, na manhã desta terça-feira, na Avenida Brasil, esquina com a Rua João Dalton, em Acari, Zona Norte do Rio. Alexandre José Evangelista, estava em um Seat Cordoba quando ocupantes de um Ford Escort emparelharam com o carro dele e fizeram vários disparos.

O militar acabara de estacionar o seu carro, placa KFO 0213 de Niterói, encontrou uma pessoa, a quem deu dinheiro, quando três homens se aproximaram e fizeram quatro disparos no rosto e na cabeça. Baleado, o sargento caiu e levou um outro tiro de miserocórdia na nuca. Ele ainda foi levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas já estava morto.

No local, o delegado João Dias, titular da 27ª DP (Vicente de Carvalho), e peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli constataram que foram efetuados seis disparos de armas de fogo - um na calçada, um em banca de jornal próxima, um em uma marquise de mercearia, dois na parede de um bar e um trailler do outro lado da rua.

Os criminosos fugiram sem levar o carro da vítima. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma outra vítima estaria com o sargento reformado, teria sofrido ferimentos, mas ninguém sabe seu paradeiro.

Continuamos na média de 1 Policial Militar morto por dia na Cidade Mais Feliz do Mundo, Nosso querido Rio de Janeiro....só não sei para quem. Continuo pedindo socorro, socorro e socorro pois isso está passando dos limites, para falar a verdade, já passou e faz tempo. SOCORROOOO!!!!!

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ, MARCHA DIA 27/09 (COPACABANA)"



segunda-feira, 21 de setembro de 2009

"Um Texto para reflexão e olha que nem precisa refletir muito para saber que é a nossa realidade..."


para colocarmos em prática

Copo de Leite

Em um certo lugar do Oriente,
um Rei resolveu criar um lago diferente
para as pessoas do seu povoado.

Ele quis criar um lago de leite.

Então pediu para que cada um de seus súditos
levasse apenas um copo de leite;
com a cooperação de todos, o lago seria preenchido.
O Rei muito entusiasmado esperou
até a manhã seguinte para ver o seu lago de leite.

Mas, tal foi a sua surpresa no outro dia pela manhã
quando viu o lago cheio de água e não de leite.

Consultou o seu conselheiro que o informou,
que as pessoas do povoado tiveram
todas o mesmo pensamento:

NO MEIO DE TANTO COPO DE LEITE,
SE SÓ O MEU FOR DE ÁGUA,
NINGUÉM VAI NOTAR...
(Autoria : Desconhecida)

Li esse texto na comunidade da PMERJ e por achar que é pertinente perante nosso momento na Briosa, resolvi fazer esta postagem e agradecer também a nossa Companheira Maria, que foi quem o disponibilizou na Comunidade para que pudessemos realmente fazer uma reflexão e tentar mudar essa realidade.

Palavras muito sábias da Companheira Maria:

Pense nisto! ( Omissão)
É por isso que estamos nessa situação ,
onde todos por comodismo esperam pelos outros!

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
PEC 300 JÁ, MARCHA DIA 27/09(COPACABANA)"


"Pelo Amor de Deus, 7 (digo sete) policiais mortos em menos de 1 semana..."


Mais um PM é executado na Zona Norte

Cabo do 14º BPM foi atacado por 5 homens, em Irajá, que atiraram pelo menos 20 vezes

POR PAULA SARAPU, RIO DE JANEIRO

Rio - Terceiro policial militar assassinado em menos de 48 horas, o cabo do 14º BPM (Bangu) Alexandre Pires, 38 anos, foi executado dentro de um condomínio fechado em Irajá, Zona Norte. O crime aconteceu ontem, por volta das 13h, na Rua João Adil de Oliveira. Segundo testemunhas, cinco bandidos com fuzis e pistolas abordaram o policial e fizeram pelo menos 20 disparos.O cabo foi levado para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu. Um grupo de amigos, alguns deles policiais, distribuíram a colegas do 16º BPM (Olaria) fotografias de dois suspeitos. O caso foi registrado como homicídio na 27ª DP (Vicente de Carvalho). A arma, o celular e os documentos dele foram roubados. Extraído do "dia Online"


Meu Deus, será que ninguém está vendo isso. Já são 7 Policiais militares do ESTADO MAIS FELIZ Mortos em menos de 7 dias, ou seja mais de um PM morto por dia. Peço que pelo Amor de Deus alguém veja isso. Não é possível que continuemos assim, temos que dar um basta. Precisamos de ajuda. SOCORROOOOOOOO!!!!

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

domingo, 20 de setembro de 2009

"Boa oportunidade para nossos Policiais e Bombeiros Atletas..."


PMERJ sedia os Jogos Acadêmicos das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil
18/09/2009 - 15h55
Será realizada no próximo domingo, dia 20 de setembro, às 16h, no Pátio da Academia de Polícia Militar D. João VI, a solenidade de abertura dos XXVI Jogos Acadêmicos das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil. As competições serão realizadas nos seguintes locais:

Atletismo – 21 e 22 setembro de 2009, no Estádio Célio de Barros (manhã);

Natação – 21 e 22 setembro no Complexo Desportivo Miécimo da Silva (manhã e tarde);

Judô – 24 de setembro de 2009, Centro da Aeronáutica;

Tiro – 23,24 e 25 de setembro, no estande tiro do CIEAT;

Futsal – 23 e 25 de setembro, no ginásio do CSMFD;

Futebol de campo – 21 a 26 de setembro, nos campos do CFAP, Academia D. João VI e CSFMD;

Basquete – 21 a 26 de setembro, no ginásio do CSMFD;

Voleibol – 21 a 26 setembro, no ginásio do CSMFD;

Corrida de Orientação – 25 de setembro na UFRJ; e

Técnicas Profissionais – 25 de setembro de 2009, no BOPE.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

"Operação Padrão da Policia Civil, Será que vai dar certo? Acho que sim, lá eles são unidos..."

Agentes só apoiam delegados se causa for unificada

Para ter a adesão dos agentes na 'operação padrão' que preparam para o próximo dia 29, os delegados vão ter que concordar em unificar as reivindicações para cobrar do governo, em bloco, aumentos e melhorias de condições de trabalho. A decisão dos agentes foi tomada na sexta-feira à tarde, em reunião no Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol).As entidades de classe da Polícia Civil decidiram se reunir nos próximos dias com a associação e sindicato dos delegados, visando a apresentar solidariedade às suas reivindicações. Mas lembram que os policiais civis estão com os vencimentos achatados: "há cinco anos reivindicamos o reescalonamento salarial da tiragem, que proporcionaria um reajuste médio entre 50% e 70%. A proposta está engavetada na Casa Civil do governo do estado desde março de 2008, disse o comissário Bandeira, presidente do Sinpol.


Ficou decidido que os agentes só farão um movimento unificado se os delegados assumirem um compromisso de lutar também pelas perdas salariais de todos os policiais civis. Se na próxima assembleia dos delegados no dia 24, as autoridades policiais defenderem de fato o pleito dos inspetores, oficiais de cartório policial, investigadores e polícia técnica, todos estarão na "operação padrão" anunciada pelos delegados para o dia 29 de setembro - Dia do Policial Civil.Extraído do "Blog da Segurança"

Eu acho que tem tudo para dar certo, pois eles são unidos e quando se tem apoio de seu superior, melhor ainda, quando é ele que está a frente, fica muito mais fácil. Damos total apoio a vocês também, pois são policiais e recebem esse salário, que apesar de não ser pior que o nosso (PMERJ), é um salário de verg0nha. Sonhamos um dia em que nossos Coronéis engajem também na luta por melhores salários e que juntos possamos melhorar a vida de um Policial Militar do Rio de Janeiro. Muita sorte a vocês e que consigam lograr êxito em suas reivindicações(Justas a princípio) e quem sabe não aproveitamos o barco e lutemos (Nós PM e BM) lado a lado com a civil pela valorização do profissional de Segurança Pública.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"


"6 (SÃO SEIS) Policiais Militares do Rio mortos em menos de 6 dias...SOCORROOOO!!!!


Mais um policial militar é assassinado na Zona Norte do Rio

Rio - Mais um policial militar foi assassinado na Zona Norte do Rio de Janeiro em menos de 12 horas. O cabo 20º BPM (Nova Iguaçu) Renê Sátiro foi atacado por bandidos na Estrada Rio do Pau, na Pavuna. O corpo foi localizado dentro do Fiesta LBS 0954 por colegas do 9º BPM (Rocha Miranda), na Rua Lauro de Camargo. Dois acusados foram presos e apresentados na 38ª DP (Brás de Pina). Extraído do "Dia Online".


Meu Deus, será que ninguém está vendo isso. Já são 6 Policiais militares do ESTADO MAIS FELIZ Mortos em 6 dias, ou seja um PM morto por dia. Peço que pelo Amor de Deus alguém veja isso. Não é possível que continuemos assim, temos que dar um basta. Precisamos de ajuda. SOCORROOOOOOOO!!!!

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"


sábado, 19 de setembro de 2009

E continua a matança de Policiais aqui no Rio. Até quando meu Deus.


Policial militar é assassinado na calçada de bar em Água Santa

Bandidos fugiram levando o cordão da vítima. Dois suspeitos já foram identificados

POR CHARLES RODRIGUES, RIO DE JANEIRO

Rio- O cabo da Polícia Militar Sérgio da Cruz Lopes, de 39 anos, foi assassinado em Água Santa, na Zona Norte do Rio. Dois homens teriam abordado o policial dentro de um bar, na esquina das Ruas Paraná com Joaquim Martins, no fim da noite de sexta-feira.

O militar tentou reagir. Ele foi baleado quando entrava em seu carro, um Siena branco. Testemunhas disseram que os criminosos fizeram cerca 15 disparos. Um tiro atingiu o tórax do policial, que foi socorrido, mas morreu ao dar entrada no Hospital Salgado Fillho.

O cabo Sérgio da Cruz foi morto momentos após ter saído de serviço, no 3º BPM (Méier), onde estava lotado há menos de um mês. O crime foi testemunhado pelo filho do policial, de 16 anos. A delegada adjunta da 24ª DP (Piedade) Madeleine Farias registrou o caso como latrocínio (roubo seguido de morte), mas não descarta a hipótese de uma execução.

Dois suspeitos, que seriam moradores do Morro do Dezoito, já foram identificados. "Trabalhamos, a príncipio, com duas hipóteses: latrocínio e execução. O policial era morador do bairro e pode ter sido alvo de uma represália de criminosos. Já identificamos os dois supostos autores dos disparos", disse a delegada.

O enterro será às 16h deste sábado, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, Zona Norte.Extraído do "Dia online".


Meu Deus, será que ninguém está vendo isso. Já são 5 Policiais militares do ESTADO MAIS FELIZ Mortos em 5 dias, ou seja um PM morto por dia. Peço que pelo Amor de Deus alguém veja isso. Não é possível que continuemos assim, temos que dar um basta. Precisamos de ajuda. SOCORROOOOOOOO!!!!

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"


"Atenção PM e BM de Nova Friburgo e regiões, Onibus rumo a PEC 300 dia 27..."


Atenção! Bombeiros de Nova Friburgo e Região.

No dia 27 de setembro de 2009 sairá um Micro-ônibus com destino à Copacabana para a realização da Marcha em prol da Aprovação da PEC 300. Interessados, leiam as informações e confirmem o mais rápido possível.

Data: 27/09/09
Local de partida: 6º Grupamento de Bombeiros Militar
Horário: 06:00hs
Preço: R$ 5,00
Telefones para confirmar: (22) 2523 9011 e (22) 2522 9479
Falar com o Sgt Britto ou Cb Chermont.


"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

"Mais um pouquinho da realidade de um PMERJ...tudo isso por menos de R$30/dia..."

Extraí algumas notícias fresquinhas (Dia online) do que anda acontecendo, só hoje, com nossos Policiais Militares aqui no Rio de Janeiro. Dá só uma olhada. Tudo por menos de R$ 900 por mês. Isso é uma vergonha, é inacreditável. SOCORRO!!!

1ª Parte:

Dois homens que pretendiam explodir o DPO de Austin são presos

POR PAULA SARAPU, RIO DE JANEIRO

Rio - Policiais da 58ª DP (Posse), em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, prenderam nesta sexta-feira Cleison de Oliveira, vulgo Nem, 23 anos, e um menor. Segundo o delegado Adriano Baptista, a dupla tinha planos de explodir o DPO de Austin.

2ª Parte:

Policial militar é baleado após ser vítima de assalto em Duque de Caxias

Bandidos fugiram levando carteira, cordão e relógio. PM estava de folga

POR CHARLES RODRIGUES, RIO DE JANEIRO

Rio - Um policial militar foi baleado de raspão na cabeça após ser vítima de um assalto na Rua Venâncio Pereira, no bairro Figueira, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O crime ocorreu no fim da noite de quinta-feira.

O militar estava de folga. Dois bandidos armados em uma motocicleta abordaram o PM, que foi obrigado a entregar a carteira, o cordão e o relógio.

Durante o assalto, o policial teve a identidade descoberta. Desarmado, ele tentou fugir. Os bandidos, então, fizeram disparos em sua direção. Um dos tiros atingiu de raspão a cabeça do policial militar, que é lotado no 4º BPM (São Cristóvão). O militar foi socorrido e medicado no local. O caso foi registrado na 62ª DP (Imbariê).

Graças a Deus esse nosso irmão conseguiu sobreviver, mas ele é uma exceção, INFELIZMENTE.

3ª Parte:

Traficantes disparam contra prédio do batalhão de Olaria

POR LUARLINDO ERNESTO, RIO DE JANEIRO

Rio - Traficantes da favela da Grota, no Complexo do Alemão, Penha, Zona Norte do Rio, fizeram disparos contra o prédio do 16º BPM (Olaria) nesta sexta-feira e fugiram para a comunidade. Os policiais então fizeram operação no morro e também na Vila Cruzeiro com o objetivo de prender os suspeitos. Houve intensa troca de tiros, mas não há informações de feridos. Os 260 alunos do CIEP Brandão Monteiro tiveram as aulas suspensas por motivo de segurança.


4ª Parte:

PMs são encurralados por bandidos perto de favela em Guadalupe

POR LUARLINDO ERNESTO, RIO DE JANEIRO

Rio - Um grupo de traficantes de drogas encurralou uma patrulha do 9º BPM (Rocha Miranda) nas proximidades da favela Terra Nostra, às margens da Avenida Marco Macedo, em Guadalupe, Zona Norte, na tarde desta sexta-feira.

Os bandidos reagiram a tiros à tentativa de fechamento da via e os policiais pediram reforço pelo rádio. Moradores chegaram a atear fogo em lixo e juntaram pneus velhos para as barricadas. Houve tiroteio, mas não há informações de feridos.

Com a chegada do reforço policial, os traficantes fugiram e os policiais fazem revista na favela à procura dos suspeitos. A situação no local é tensa.

Infelizmente continua....

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

"É a mais dura realidade de um PMERJ..."

"Leiam isso ai... É a mais pura realidade..."

PM teve um surto de desespero nessa quinta-feira(17) no centro do Rio de janeiro. Ele estava desesperado pois tem uma filha doente e recebe cerca de R$350,00 por mês, devido aos descontos das parcelas de empréstimos bancários. Ele veio do seu batalhão até a Cinelândia pelo meio da Av Rio Branco, interrompendo todo o tráfego, estava fardado e desarmado, totalmente desesperado, e dizia toda hora que a culpa disso era do governador Sérgio Cabral que nos paga um salário miserável, R$ 900,00 a um PM em início de carreira.Foi uma luta para segurar o PM,pois era muito forte.
Extraído do Blog "Militar Legal".


É meus amigos, até quando precisaremos ver coisas desse tipo, já pensou se todos nós fossemos fazer igual a esse irmão de farda. Com certeza seríamos notados.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"

E continua a luta de nosso Deputado Flávio Bolsonaro em Prol da PMERJ


Deputado quer informações sobre remuneração de policiais no Rio

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PP) apresentou ofício, na última terça-feira, na Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Assembleia Legislativa (Alerj), requerendo ao presidente da comissão, deputado Wagner Montes (PDT) que convide para prestar esclarecimentos o secretário estadual de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, e de Fazenda, Joaquim Levy. Bolsonaro quer que os dois apresentem, em números e gráficos comparativos, as destinações do orçamento do estado deste ano para despesas com pagamento de policiais militares e civis, bombeiros e inspetores de segurança e administração penitenciária, entre ativos e inativos, além dos respectivos pensionistas. O deputado, em resumo, quer saber quanto é gasto com pagamento dos profissionais da área de segurança no estado do Rio. Por trás do pedido, estão as constantes reivindicações de aumento feitas pelos policiais e a tramitação da PEC 300 — emenda constitucional que iguala a remuneração dos PMs de todos os estados ao salário-base dos do Distrito Federal, ou seja, R$ 4 mil — na Câmara dos Deputados.

Mais uma vez, agradeço a Deus por termos um Deputado que se preocupa conosco, com a família PMERJ e as outras instuições carentes desse Estado. Fiquei triste ao ver que temos deputados que se dizem defensores da Policia, mas na hora de fazer mesmo, nem as caras dão e outra, ainda tentam arrefecer nossa luta pela PEC 300. O que importa mesmo é nos manter unidos e apoiarmos quem realmente merece. Obrigado Srº Deputado Flávio Bolsanaro.


"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ, PELO AMOR DE DEUS"


quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Como se diz, Ser em especial "Praça na PMERJ" é estar com um pé na cadeia e outro no cemitério.."

1ª PARTE

Policiais que faziam segurança do presidente da Cedae são mortos

Dois policiais militares que faziam a segurança do presidente da Cedae, Wagner Victer, foram assassinados, na noite de terça-feira, no Engenho de Dentro. Segundo informações do 3º BPM (Méier), José Roberto Santos de Oliveira, de 52 anos, e João Rodrigues Russo Neto, de 55 anos, teriam sido baleados por quatro homens em um Gol prata.

Os policiais, que estavam em um Toyota Corolla preto, haviam acabado de deixar o presidente da Cedae na casa dele. Segundo testemunhas, os assaltantes impediram a passagem dos policiais, desceram do carro e efetuaram os disparos.

O presidente da Cedae, Wagner Victer, pediu que as pessoas fizessem denúncias para que a polícia identifique os criminosos. Extraído do Blog "Caso de Polícia"

2ª PARTE

Policial militar é assassinado com seis tiros ao reagir a assalto em Vila Isabel

Um dos bandidos foi baleado. Mulher do militar testemunhou o crime

POR CHARLES RODRIGUES, RIO DE JANEIRO

Rio - Recém aprovado em um concurso da Petrobras, o policial militar Guilherme Lourenço Caminha, de 32 anos, teve o sonho de ingressar na nova carreira pública interrompido por uma trágedia. A menos de 30 dias de largar a farda, Guilherme foi assassinado com seis tiros, durante uma suposta tentativa de assalto, no fim da noite de quarta-feira, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.

Quatro criminosos, sendo três em um carro e um em uma motocicleta, teriam participado do crime. Os bandidos abordaram o carro de Guilherme, um Astra, a poucos metros de sua casa, na esquina das Ruas Barão de Cotegipe com Emília Sampaio.

Cercado pelos criminosos, Guilherme foi obrigado a sair do veículo. Ele foi reconhecido por estar usando a parte de baixo da farda. Os bandidos, então, fizeram onze disparos em direção ao policial, que foi atingido por seis tiros. Ele tentou reagir. Na troca de tiros, um dos criminosos também foi baleado. A mulher do PM testemunhou o crime. O carro da vítima não foi roubado. O bando conseguiu fugir, levando a pistola do policial.

O policial militar morreu ao dar entrada no Hospital do Andaraí. Um suspeito de participar da tentantiva de assalto, identificado pela polícia como Moisés Camilo Lucena, de 22 anos, foi preso na sala de emergência do Hospital Souza Aguiar, no Centro, no início da madrugada desta quinta-feira. Moisés foi reconhecido pela mulher do PM. O taxista que socorreu o suposto bandido e uma mulher foram detidos para averiguação.

"Um rapaz dócil e inteligente"

Lotado no 22º BPM (Maré), o PM Guilherme Lourenço estava contando os dias para largar a farda e ingressar a nova carreira pública. Segundo amigos, Guilherme era tranquilo e tinha muitos sonhos. "Era um rapaz dócil e inteligente. Infelizmente, teve o sonho interrompido", disse um amigo. Sob efeito de calmantes, a mulher do policial, uma empresária do ramo de beleza, prestou depoimento na 20ª DP (Vila Isabel), na madrugada desta quarta-feira. Ela teve que ser amparada por familiares. O casal estava junto há cerca de 5 anos. Guilherme completaria 6 anos na Polícia Militar. O caso foi registrado como latrocínio (tentativa de roubo,seguido de morte). Policiais do 6º BPM realizaram buscas em diversos pontos da região, mas não conseguiram prender os criminosos. Extraído do Dia Online.

3ª PARTE

Sargento morto ao tentar evitar assalto será enterrado às 14h

POR LUARLINDO ERNESTO, RIO DE JANEIRO

Rio - O sargento da Polícia Militar Celso Luiz Moreira, que foi assassinado na tarde de terça feira ao tentar evitar roubo a cliente do Banco Itaú da Estrada dos Bandeirantes 6283, Jacarepaguá, será enterrado às 14h desta quarta-feira, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, Zona Norte. O policial estava de folga e viu dois homens, em uma motocicleta, abordarem o cliente que saída da agência. O sargento enfrentou os ladrões, mas foi morto com três tiros. Os assassinos fugiram. Extraído do dia Online.


Po....a, será que está tudo certo, será que é normal 4 Policiais Militares mortos em menos de 48 horas neste Estado. Onde nosso Governador e Secretário de Segurança só sabem viajar. Pu...a que o p....iu. Não é justo que continuem morrendo desse jeito, Policiais Militares no Rio de Janeiro viraram caça para Marginais e nossos governantes não estão nem ai para isso, resolvem isso de uma maneira muito fácil, abrem mais concursos, colocam outros coitados em seus lugares e tudo certo. Esse é o Ciclo de vida de um policial Militar, Entra na PM, com um salário de miséria, que não chega a 900 reias líquidos (para passagem, para fardamento, para comer... e o resto é para a família) com muita sorte consegue sobreviver alguns anos, depois é assassinado, esquecido, deixa uma família a mercê da sociedade (Hipócrita). Abrem mais concurso, ocupam sua vaga (Nós coitados), e inicia um novo ciclo de sobrevivência. Quando temos a oportunidade de deixar a briosa por uma coisa muito melhor, somos mortos. Que PAÍS é esse, que ESTADO é esse, que POLICIA é essa, que GOVERNO é esse. Juro que não sei, só SEI que estamos sendo mortos, extintos, caçados. SEI que recebo um saláro miserável, SEI que não recebo por horas-extras, SEI que minha escala é desumana, afinal, SEI que não sou ser Humano. Desse jeito ninguém é. Minha sinceras Solidariedades as famílías desses meus irmãos.


"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ - PELO AMOR DE DEUS-"



segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Essa é para rir...R$1,51 de aumento no salário/dia dos militares do RJ?

Com a palavra, nosso Excelentíssimo Srº Deputado Flávio Bolsonaro. Graças a Deus que temos ele do nosso lado...


“Qualquer cidadão de bom senso sabe que policiais, militares e civis, bombeiros e inspetores penitenciários do Rio de Janeiro recebem salários vergonhosos e totalmente incompatíveis com a responsabilidade dessas funções em nossa sociedade.

Focando a PM, e o raciocínio vale para as demais categorias da segurança pública, nenhum policial do Brasil, em qualquer área ou esfera da administração pública, exerce seu ofício com tanto risco quanto o do RJ. No entanto, nosso PM não recebe gratificação de periculosidade, a exemplo do que acontecerá com os de Brasília, que chegarão a perceber mil reais a este título, extensivos aos inativos – lembrando que já são os mais bem remunerados do Brasil, superando inclusive a remuneração dos militares das Forças Armadas.

Mas alguns desqualificam essa comparação com a PM/DF por ser a União que arca com a folha de pagamento. Tomemos, então, a PM de Sergipe como referência, onde os policiais recentemente se mobilizaram e decidiram deixar de se expor a ilegalidades existentes em seu serviço, como forma de mostrar ao Governo, e à sociedade, o que significa a ausência da polícia nas ruas. Nos últimos três anos tiveram um aumento real de 150% e hoje um Soldado PM começa com remuneração de R$ 2.925,00 e um Coronel PM R$ 12.401,62.

Para o Soldado PM do RJ, que hoje ganha míseros R$ 909,49 brutos, chegar a essa remuneração seria necessário um reajuste de 222%. Mas o Governador Sérgio Cabral acena com 5%, isto é, mais R$ 1,51 por dia a um Soldado que vai arriscar a vida pela nossa segurança. A palavra mais leve que vem à cabeça é indignação.

O impacto anual deste “reajuste” seria de R$ 60 milhões, num orçamento total previsto para 2009 de R$ 46 bilhões. Se a despesa anual com pessoal da PMERJ é de aproximadamente R$ 1,2 bilhões, quer dizer que o Governo está disposto a destinar mais extraordinários 0,13% do orçamento para PM como forma de melhorar a segurança pública no Estado.

Governador, cuidado com a cor do cartão que a população fluminense está disposta a lhe mostrar nas eleições de 2010, pois poderá retirá-lo do campo político por prazo indeterminado. Tente começar a virar o jogo dando dignidade aos servidores do Estado.

Por: Deputado Estadual Flávio Bolsonaro /RJ”

Parece até história de conto de Fadas né, mas isso aqui no Rio de Janeiro é realidade. Acredito sim que em outros Estados isso não seria nem cogitado, afinal seria uma enorme de uma vergonha. Mas aqui no Rio, nós nos acostumamos a aceitar esmolas, iremos continuar assim enquanto não tomarmos vergonha na cara e lutar por nossos Direitos. Será exigir demais?

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ"

domingo, 13 de setembro de 2009

"Agora sim, Professores e Policiais juntos, do mesmo lado e com esse salário de miséria..."

Dois homens que estão do mesmo lado, mas na última terça-feira ficaram em trincheiras opostas durante o protesto de professores na Assembléia Legislativa do Rio (Alerj). O EXTRA promoveu ontem um encontro entre o professor Rodrigo Coutinho Andrade, de 27 anos, e o soldado da Polícia Militar Haller Monken, um ano mais novo. O aperto de mão aconteceu de forma fria, mas depois de uma conversa eles chegaram à mesma conclusão. De que ambos são servidores estaduais, estão do mesmo lado:

- Na hora deu medo. Quem aponta uma arma pode atirar, mesmo que por acidente. Mas a verdade é que eu e ele temos o mesmo patrão. Meu salário é tão ruim quanto o dele - disse o professor, que depois ouviu a explicação do soldado, que é lotado no 13º BPM (Praça Tiradentes):

- Tinha que proteger a minha integridade física e a de todos que estavam ali. Eu fiquei no meio da confusão, tentaram tirar meu colete, pegar a minha arma. Não atiraria nos professores, estava com o dedo fora do gatilho - explicou o policial, que em dezembro do ano passado era tratado como herói porque ajudou a salvar um torcedor do Vasco que ameaçava se jogar da marquise no estádio de São Januário. Extraído do Blog "Caso de Polícia".

Parabéns ao jornal EXTRA e ao Policial e Professor, demonstrando, com isso, que estão do mesmo lado, o lado excluído, mal remunerado, desprezado, do descaso. Um governo que não valoriza quem deveria e só faz piorar a situação desses trabalhadores e sobreviventes. Vamos nos unir, vamos ter coragem e lutar por melhorias. Não dá mais para continuar do jeito que está.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"PEC 300 JÁ"


"Já foi tarde e que sirva de exemplo..."


"Assassino de Policiais Morreu, É isso ai..."

Uma operação envolvendo dez homens do 15º BPM resultou na morte do traficante Adriano Alves de Souza, o Piquet, de 28 anos, na Vila Operária, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Adriano comandava uma quadrilha especializada em roubo de carros e, segundo a polícia, se preparava para ampliar seus domínios para a Vila São Luís, onde pretenderia vender drogas. O confronto aconteceu no final da tarde de hoje, por volta das 17h30m. Adriano foi baleado e levado para o Hospital Municipal Moacyr Rodrigues do Carmo, na Rodovia Washington Luís, onde não resistiu aos ferimentos na sala de cirurgia e morreu.

No último dia 30, o bando do criminoso teria promovido uma matança no bairro Doutor Laureano, onde mora o prefeito da cidade, José Camilo Zito dos Santos Filho. Naquela noite, quatro homens foram assassinados e três pessoas ficaram feridas após um ataque dos marginais. A ação seria uma represália a uma tentativa de invasão de milicianos na Favela da Mangueirinha, naquela região, onde Adriano seria o chefe do tráfico.

Conhecido como "matador de policiais", o bandido teria executado dois PMs e um oficial de Justiça desde abril, segundo a 59ª DP (Centro). A notícia da sua morte se espalhou e chegou a ser comemorada entre policiais. O traficante também era ligado à favela do Parque União, em Bonsucesso, no Rio. Extraído do Blog "Caso de Polícia"

Que sirva de exemplo para esses bandidos que acham que matar policial não dá em nada. Vamos com isso, mostrar que nós policiais ainda temos algum valor e que a morte de um companheiro jamais ficará IMPUNE.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ"

"Segunda Marcha pela PEC 300, Chegou a nossa Hora..."


2º CAMINHADA PELA APROVAÇÃO DA PEC 300 NO RIO

2º Passeata PEC 300 RJ.

MOVIMENTO de
APOIO à PEC 300
CAMINHADA pela DIGNIDADE PROFISSIONAL e pela
SEGURANÇA DOS CIDADÃOS DE BEM NO
RIO DE JANEIRO

LOCAL DA CONCENTRAÇÃO : POSTO 6 DE COPACABANA - PRÓXIMO AO FORTE COPACABANA

DATA : DOMINGO - 27 de SETEMBRO de 2009

HORÁRIO : 10 h


CONVIDADOS : TODOS os CIDADÃOS de BEM; PARLAMENTARES; DIRIGENTES e MEMBROS das ASSOCIAÇÕES de CLASSES; PENSIONISTAS; BOMBEIROS MILITARES; POLICIAIS MILITARES; e SEUS RESPECTIVOS FAMILIARES.

AVISOS IMPORTANTES

1- Compareçam em trajes civis e desarmados.
2 - APOIAR NÃO É TRANSGRESSÃO DISCIPLINAR.
3 - TRAGA SEUS FAMILIARES PARA FORTALECER ESTE MOVIMENTO.
4 - ESTE MOVIMENTO NÃO É DE OFICIAIS OU PRAÇAS, ESTE MOVIMENTO É DE TODOS OS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA E DEFESA CIVIL DO RIO DE JANEIRO E DO BRASIL.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"
"PEC 300 JÁ"

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

"É isso ai, vamos caçar os vagabundos que matam Policiais..."


Dois presos acusados de morte de PMs


Dois homens foram presos nesta terça-feira, em Campo Grande, acusados de participar da morte de dois policiais militares em apenas quatro dias. Jeferson Andrade da Conceição, de 19 anos, foi detido logo após assaltar a casa do soldado Wanderson Medeiros de Souza, de 30 anos. O crime aconteceu por volta das 5h da manhã. Wanderson, que era lotado no Regimento de Polícia Montada (RPMont), preparava-se para sair de casa, na Rua Guaraciara, em Campo Grande, quando três bandidos o abordaram.

O policial reagiu e acabou baleado no peito e na cabeça. Mesmo assim, o PM ainda feriu Jeferson nas nádegas. O criminoso fugiu de ônibus, enquanto outros dois suspeitos, identificados como Wiliam Guimarães, de 21 anos, e Israel Diniz Damásio, de 23, fugiram num Zafira cinza roubado. De acordo com informações da 35ª DP (Campo Grande), os três criminosos também teriam participado do assalto a uma lotérica na sexta-feira, na Estrada do Pedregoso, que terminou com a morte do policial militar Manoel Antônio da Silva.

Wanderson foi levado para o Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, mas não resistiu aos ferimentos. Jeferson foi preso porque policiais militares que passavam pela Estrado Campinho viram quando ele embarcou num ônibus de maneira suspeita. Como o criminoso estava ferido, os policiais desconfiaram de sua atitude. Com ele, os PMs encontraram 20 dólares, um celular e um cordão. Wiliam também acabou preso, no início da tarde, na Vila Kennedy. O Zafira roubado usado no crime também foi recuperado.

Jeferson confessou participação no assalto, mas negou que tenha sido o autor dos disparos que mataram o policial.

É isso ai poliçada, vamos caçar quem está matando nossos irmãos de farda. Como já disse cabe a nós mostrar que o Policial não foi feito para morrer.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"Agora ele quer dar uma de bom moço..."


Cabral diz que laboratório onde PMs fazem cosméticos será desativado

O governador Sérgio Cabral afirmou que vai desativar o Laboratório Industrial de Farmácia (LIF), em São Gonçalo, onde cem policiais militares apoiavam a fabricação de xampus e cremes. Cabral classificou o desvio de função como "absurdo".

- É um absurdo. Mais uma distorção de gestão da PM bissecular. A PM foi criada para fazer policiamento ostensivo, e não para ficar aquartelada, muito menos ter uma laboratório. Isso é o fim da picada. Mas o comandante Mário Sérgio já está tomando as providências para desativar esse laboratório e fazer o que deve fazer a policia militar: PM na rua cuidando de policiamento - disse o governador após evento de entrega da Medalha Tiradentes, no Palácio das Laranjeiras. Extraído do Blog Caso de Polícia.

"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"

"Porque não seguir esse exemplo? Já que é o único jeito..."


POLÍCIA X PROFESSORES = PIORES SALÁRIOS DO BRASIL

DIFERENÇAS: UM LUTA POR MELHORIAS E O OUTRO NÃO

Rio - Protesto de professores estaduais resultou ontem em confusão. Após eles fecharem a Rua 1º de Março, uma das principais vias do Centro, repercutindo em engarrafamentos durante a tarde em várias partes do Rio, a PM disparou bombas de gás de pimenta e deu tiros com balas de borracha. No fim, os gritos dos professores obrigaram o governo do estado a recuar e rever a proposta de incorporação da gratificação Nova Escola ao piso dos profissionais. A vitória parcial custou 13 feridos — nove professores, dois estudantes e dois fotógrafos —, dois detidos e não agradou à categoria, que programou manifestação semelhante para amanhã, desta vez na porta do Palácio Guanabara, em Laranjeiras. Até lá, está mantida a greve, que ontem atingiu parcialmente as escolas, segundo sindicalistas e autoridades, sem apresentar balanço de adesões.
Após intensas negociações e os confrontos em frente à Assembleia Legislativa (Alerj), o governo cedeu à principal reivindicação da categoria: a manutenção do índice de 12% que hierarquiza a cada cinco anos o vencimento de cada nível da carreira do magistério estadual. A proposta original previa 7,5%.

Parabéns aos professores, que com muita luta, vem conseguindo vitórias ou evitando perdas (Melhor dizendo) em cima de um governo que só faz menosprezar a categoria. Não fiquei feliz ao saber da ação da PMERJ, que ao invés de coibir, deveria é fazer igual, já que chegamos a um ponto que o governo só cede mediante muita pressão, ou seja, por mal mesmo. Deveríamos é seguir esse exemplo ( sei que parece utópico, porque seríamos presos, calados e expulsos, mas penso ser o único jeito ), porque se tivermos aumento, não dará nem para comprar o gás de cozinha. Enquanto houver desunião entre nós policiais, não haverá melhora nunca e só Pedir mesmo a ajuda de DEUS.


"JUNTOS SOMOS MUITO FORTES"